Centro-Norte

Marista Centro-Norte vence prêmio Aberje

O Marista Centro-Norte venceu o Prêmio Aberje 2019, região Norte e Nordeste, na categoria Imprensa e/ou Influenciadores, com o case “Globou e muito mais: a presença da educação Marista na mídia do Norte e Nordeste, driblando a concorrência do factual”. Criado em 1967, o Prêmio Aberje está na 45ª edição, e reconhece as melhores práticas de comunicação empresarial do país, com cases inspiradores e experiências inovadoras.

A Aberje, Associação Brasileira de Comunicação Empresarial, é o principal centro de referência na produção e disseminação de conhecimentos e práticas de comunicação empresarial. É uma organização profissional e científica, e seu principal objetivo é fortalecer o papel da comunicação nas empresas e instituições, oferecer formação e desenvolvimento de carreira aos profissionais, além de produzir e disseminar conhecimentos em comunicação.

  • Marista Centro-Norte vence prêmio Aberje. (Foto: Divulgação.)

Centro-Sul

CURSOS EAD E O IMPACTO DAS BOLSAS ADICIONAIS NO MARCO LEGAL DA FILANTROPIA (CEBAS)

A Portaria Normativa no 18, de 6 de novembro de 2014, que dispõe sobre os procedimentos para a adesão de mantenedoras de Instituições de Educação Superior e a emissão de Termo Aditivo aos processos seletivos do ProUni, previa que somente poderiam ser ofertadas bolsas adicionais nos cursos presenciais com conceito maior ou igual a três no Sinaes, instituído pela Lei no 10.861, de 2004.

Diante desse cenário, constatou-se que, com o aumento da oferta de cursos EAD, haveria a necessidade de se destinar também para essa modalidade as bolsas adicionais do ProUni. Essas bolsas estavam sendo destinadas apenas para os cursos presenciais. No médio prazo, a manutenção desse sistema comprometeria a sustentabilidade dos cursos presenciais, que ficariam sobrecarregados de bolsistas.

O Grupo Marista se engajou na elaboração de um plano de incidência com o MEC, que resultou na alteração da Portaria. Essa alteração garantiu que as bolsas adicionais do ProUni sejam destinadas para os cursos EAD, beneficiando todas as Instituições de Ensino Superior filantrópicas que ofertam cursos a distância.

“Para a Universidade, o resultado deste GT contribuiu para o não comprometimento a médio prazo da sustentabilidade dos cursos presenciais, bem como para a ampliação do acesso ao ensino superior de uma grande fatia de estudantes que não teriam a oportunidade de alcançar um ensino de qualidade, reduzindo assim as distâncias geográficas, econômicos, sociais e culturais.”

Ricardo Lopes, diretor financeiro da Assessoria Financeira da PUCPR, Província Marista Brasil Centro-Sul, Curitiba (PR)

Centro-Sul

POSICIONAMENTOS INSTITUCIONAIS

Os posicionamentos estratégicos devem refletir o carisma Marista e mostrar interna e externamente quais são as causas e como são defendidas. Além disso, garantem coerência e unicidade no discurso para todos os representantes da instituição.

O projeto teve como objetivos definir e comunicar as temáticas de interesse institucional, em vista de um posicionamento comum e sinérgico entre todas as áreas de missão do Grupo Marista, para relacionamento e incidência político-social, governamental, eclesial e interprovincial. Buscou ainda o alinhamento dos posicionamentos entre as Frentes de Missão e áreas corporativas.

O projeto foi idealizado em 2016, durante a revisão do planejamento estratégico do Grupo Marista 2016-2022. O início dos trabalhos ocorreu em 2017, finalizando em 2019 com a aprovação dos posicionamentos pelo Conselho Provincial e o envio do conteúdo para integração e alinhamento com as demais Províncias Maristas e com a UMBRASIL, a fim de formar um posicionamento único e sinérgico do Brasil Marista para os diferentes temas que estão relacionados à missão Marista.

O projeto de construção dos Posicionamentos Institucionais fortalece a missão Marista e garante coerência e unicidade no discurso para todos os representantes da instituição.”

Carmem Regina Murara, diretora de Relações Institucionais do Grupo Marista, Província Marista Brasil Centro-Sul, Curitiba (PR)

Centro-Sul

MAPA DE REPRESENTANTES INSTITUCIONAIS

O Mapa de Representantes Institucionais surgiu em 2018 quando constatou-se o aumento no número de representantes que falam e agem em nome do Grupo Marista. O projeto é coordenado, no Grupo Marista, pela Diretoria de Relações Institucionais, com a coordenação nacional de RI da UMBRASIL.

Foram identificados os Irmãos, Leigos e colaboradores, que atuam como representantes Maristas em fóruns internos e externos, com intuito de buscar um alinhamento da atuação e de discurso, e fazer um trabalho mais robusto e continuado de incidência política e institucional. Houve o levantamento de todos os representantes Maristas nas Frentes de Missão e dos fóruns de representação e abastecimento dos dados, em uma ferramenta de BI, para gerar informações e dados da representação.

O projeto é de caráter contínuo e visa acompanhar e capacitar os representantes institucionais para que atuem em linha com a missão Marista, respeitando os valores da instituição e defendendo sobretudo os direitos das crianças, dos jovens e adolescentes.

A atuação dos representantes nas áreas de controle social e em espaços institucionais é fundamental para contribuir com o aperfeiçoamento das atividades de educação e saúde. Conhecer os profissionais permite o alinhamento com a missão e a qualificação da atividade.”

Paula Baena, coordenadora de Relações Institucionais, Província Marista Brasil Centro-Sul, Curitiba (PR)

Centro-Sul

DEFESA DA FILANTROPIA NA REFORMA PREVIDÊNCIA

Em 2019, o marco regulatório da filantropia esteve sob ameaça pela Reforma Previdenciária. Um dos artigos da Reforma previa o fim da imunidade tributária para as filantrópicas com atuação na Educação, Assistência Social e Saúde (o artigo preservava apenas as Santas Casas).

A defesa da filantropia na reforma previdenciária envolveu as instituições filantrópicas de todo o país e as entidades que defendem a filantropia. A Diretoria de Relações Institucionais do Grupo Marista (RI) do Grupo Marista atuou com as entidades representativas, participando da elaboração e execução de plano de incidência para reverter a proposta do Senado. Houve ação em conjunto com o Fonif e a Anec para visitar gabinetes de senadores no intuito de sensibilizá-los para a questão. Foram feitas ainda reuniões com a equipe técnica do senador Tasso Jereissati para argumentação em favor das filantrópicas e elaboração e execução de plano de comunicação para a sensibilização da sociedade diante do tema.

Como resultado da incidência, houve a retirada do parágrafo da PEC Paralela que previa o fim da imunidade tributária para as filantrópicas.

Projeto que envolveu as instituições filantrópicas de todo o país e as entidades que defendem a filantropia. Estiveram liderando esse movimento a Anec (Associação Nacional da Educação Católica) e o Fonif (Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas). O Grupo Marista esteve presente atuando em Brasília e no planejamento das ações elaboradas pelas entidades.”

Carmem Regina Murara, diretora de Relações Institucionais do Grupo Marista, Província Marista Brasil Centro-Sul, Curitiba (PR)

Sul-Amazônia

Espaços e iniciativas de formação dos representantes institucionais

Com o objetivo de potencializar a sinergia, a cooperação e o alinhamento entre os representantes institucionais, a Província Marista Brasil Sul-Amazônia/Rede Marista promove, semestralmente, encontros de formação com pautas específicas.

Com base na segmentação dos representantes por espaços de atuação, em 2019, foi reunido o grupo de representantes que atuam nas comissões e nos comitês da UMBRASIL. Nos encontros foram aprofundados os posicionamentos institucionais, além de serem realizadas dinâmicas de partilha, sendo que cada representante trouxe as principais pautas tratadas e perspectivas de atuação para o ano, no espaço que atuava na UMBRASIL. Também foi destaque no momento formativo a apresentação de nomenclaturas que precisamos compreender, como as que envolvem as mantenedoras, a Província, a Rede, a Região América Sul e o Instituto Marista.

  • Luciana Gomes

  • Representantes institucionais da Rede Marista participam de encontros semestrais com pautas relacionadas a sua atuação.

Sul-Amazônia

A importância do monitoramento de pautas estratégicas

Para que os representantes institucionais possam posicionar-se com embasamento em seus espaços de atuação é necessário que conheçam as diretrizes da instituição e, também, estejam informados dos principais acontecimentos da área em questão.

Com o objetivo de qualificar o monitoramento das pautas estratégicas para representação institucional em diferentes espaços, a Província Marista Brasil Sul-Amazônia adotou como prática a realização de reuniões de alinhamento por áreas de atuação. Em 2019, por meio do mapeamento da representação institucional, foram reunidos alguns representantes que atuavam nas seguintes dimensões: direitos humanos, assistência social, educação básica, educação informal, filantropia e economia solidária.

Além de oportunizar um alinhamento discursivo entre os pares, o encontro também é voltado para a discussão de formas de monitoramento das pautas prioritárias em determinados espaços de representação e sobre possibilidades de fortalecimento da sociedade civil.

  • Katia Antoniolli

  • Encontro oportuniza alinhamento discursivo entre os pares e promove a discussão sobre formas de monitoramento das pautas prioritárias.

Sul-Amazônia

Mobilização em iniciativas nacionais

A iniciativa busca apoiar atividades de articulação e mobilização nacionais em temas de interesse institucional, como é o caso da filantropia. Nesse sentido, destacamos uma mobilização em defesa da filantropia que foi organizada pelo Fórum Nacional das Entidades Filantrópicas (Fonif).

A Província Marista Brasil Sul-Amazônia/Rede Marista participou da Caravana da Filantropia, organizada pelo Fórum, que reuniu organizações sociais e integrantes da sociedade civil com os congressistas para sensibilizá-los sobre a importância das contribuições do setor filantrópico para o desenvolvimento do país.

De acordo com o Fonif, cerca de 150 pessoas (entre presidentes e líderes de organizações filantrópicas de todo o país) participaram das atividades da Caravana, que impactaram mais de 300 parlamentares, incluindo deputados federais e senadores da República.

  • Maria do Carmo

  • Representantes da Província Marista Brasil Sul-Amazônia/Rede Marista participam da Caravana da Filantropia.