Os novos desafios da educação e a flexibilização do Currículo marcam o segundo dia do Fórum Marista de Ensino Médio

Os novos desafios da educação e a flexibilização do Currículo marcam o segundo dia do Fórum Marista de Ensino Médio

O segundo dia do Fórum Marista do Ensino Médio iniciou-se com os alunos do Colégio Marista João Paulo II acolhendo os presentes com várias imagens de Maria. Unidos em uma só voz, os participantes rezaram o Pai Nosso em um só coração.

A primeira mesa do dia foi mediada por Sonia Bonelli, coordenadora do curso de pedagogia da PUCRS. Mostrando dados da educação no Brasil, a coordenadora de políticas do Ensino Médio do Instituto Unibanco, ressaltou a importância da flexibilização do Currículo. “É necessário sair de um currículo fragmentado e organizado para acumular conteúdo para um currículo flexível e centrado nas complexidades” afirmou. Complementando a mesa sobre cenários e análises do novo Ensino Médio, o representante da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Roberto Silva, salientou que ainda há muitos desafios para as instituições de ensino. “ Devemos pensar como vocês, Maristas, irão se adaptar às mudanças e ao mesmo tempo manterem o Carisma e a Missão. Isso é um grande desafio” disse Silva.

A modernidade, o pensamento computacional, cultura maker e robótica foram os assuntos da segunda mesa. A representante da Província Marista Brasil Sul- Amazônia, Débora Conforto, apresentou algumas experiências que interligam as áreas do conhecimento com robótica.

Relembrando a história da internet no decorrer dos anos com a educação, Conforto afirmou que “cultura maker aproxima o pensar do fazer , o que devemos trazer para que eles pensem e façam”. Em uma palestra bastante descontraída, o UX designer da Apple Developer Academy, Fraz Figueroa, ressaltou a importância de conexão do meio digital com a educação. “Devemos estar atentos às mudanças da sociedade, às mudanças sociais para nos adaptarmos ao mundo em que os jovens vivem, pois se não nos atentarmos a isso, não conseguiremos a mudança dentro das salas de aula” afirmou Figueroa.

Durante as Salas de Situação Problema diversos casos das áreas de Linguagem, Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática foram compartilhados e disseminados entre os participantes.

A última mesa do Fórum teve como objetivo  pensar a Educação do futuro a partir das práticas desenvolvidas com a utilização do Sistema Marista de Educação. Divididos por áreas, os palestrantes Tiago Fernandes Teixeira, da área de física, PMBCS; José Nascimento da Silva Júnior, da área de biologia, PMBCS; Alexandre de Maria, da área de Ciências da natureza, PMBSA; Reginaldo Dadalt, da área de Ciências humanas, PMBSA e Flávio Mariz, da área de Tecnologia da Informação, PMBCN lembraram a contribuição do SME no ensino de qualidade.

Em um momento orante e de integração, os presentes acompanharam a procissão de envio do Fórum. Entoando a música “Brilha Champagnat” os participantes se despediram em um grande momento de comunhão.