Brasil Marista discute Planejamento Estratégico

Brasil Marista discute Planejamento Estratégico

Entre os dias 14 e 15 de março aconteceu a 1ª Reunião Conjunta das Comissões do Brasil Marista para revisão do Planejamento Estratégico. Organizado pela UMBRASIL, o evento reúniu representantes das Províncias para a revisão do Planejamento Estratégico do Brasil Marista 2015-2021.

Elaborado em 2015, esse planejamento tem por objetivo agrupar os objetivos estratégicos que definem a atuação das ações do Brasil Marista. Para o secretário executivo da UMBRASIL, Ir. Natalino Guilherme de Souza, o encontro das comissões é o primeiro passo de um grande projeto. “Em 2018 atendemos aos apelos do XXII Capítulo Geral do Instituto que diz que devemos ser ponte e farol e essa reunião marca essa ponte que devemos ser. Decidimos ouvir as pessoas que realizam e zelam pelos projetos comuns para o Brasil Marista e estas pessoas são os representantes das Comissões. Todo o resultado desta reunião será levado para a segunda fase do processo que é a criação da árvore explicativa, onde tentaremos minimizar as barreiras que impedem os avanços dos projetos. A UMBRASIL, com esta reunião, cumpre o seu dever institucional de articular e promover a sinergia entre todos” afirmou.
Um ponto importante ressaltado pelo Secretário Executivo é que a revisão do Planejamento Estratégico se faz necessária visto a mudança no cenário institucional. “ Com a criação da Região América Sul, deixamos de pensar somente na realidade brasileira para pensarmos os projetos que contemplem também a nova região. Este é um grande desafio”, disse.
Reunidos de acordo com as Comissões as quais pertencem, os representantes discutiram o passado, presente e futuro dos projetos realizados a partir de 2015. Durante o exercício, foram levantadas os desafios e nós dos projetos, para que, a partir desta identificação, sejam apresentadas as causas e consequências que impedem o avanço dos projetos, além das soluções para que os projetos cheguem à sua realização. Após as reuniões internas, cada Comissão apresentou, na grande plenária, os resultados que também apresentaram a possibilidade de interação e trabalhos conjuntos entre as Comissões.
A programação do dia 15 de março foi dedicada à reunião interna das Comissões.