Base Nacional Comum Curricular é tema de Jornada Pedagógica Integrada 2018

Base Nacional Comum Curricular é tema de Jornada Pedagógica Integrada 2018

Na manhã desta quinta-feira, 25 de janeiro, foi realizada a Jornada Pedagógica Integrada 2018. Organizada pela UMBRASIL em parceira com os Colégios Maristas do Distrito Federal, o evento reuniu cerca de 500 professores e gestores, das unidades do DF, no Colégio Marista de Brasília para discutirem os desafios das mudanças da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A abertura do encontro foi realizada pelo Secretário Executivo da UMBRASIL, Ir. Natalino Guilherme de Souza que, emocionado, agradeceu aos presentes e lembrou a mensagem deixada pelo XXII Capítulo Geral do Instituto Marista. “Estamos aqui entre família e isso nos mostra que somos capazes de ir além das barreiras físicas dos colégios para sermos Globais. Os Colégios de Brasília foram escolhidos para serem exemplo na unificação do nosso ensino e a partir daqui, teceremos essa rede que será utilizada em todos os colégios maristas. No dia de hoje, agradecemos todos os educadores aqui presentes, vocês constroem e dão autonomia para os cidadãos do futuro” afirmou.

No primeiro momento de discussão, o membro do Conselho Nacional da Educação, César Callegari apresentou dados da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que está em processo de mudanças desde 2015. Segundo Callegari, a BNCC representa um eixo norteador para os sistemas de ensino e colégios brasileiros. “Esse conjunto de referências é usado na criação dos currículos de cada colégio. Temos a plena certeza de que daqui 30 anos, a BNCC ainda estará na realidade de educadores e educandos pois é um processo longo. Após a aprovação da BNCC do Ensino Médio, os colégios terão de fazer a adaptação dentro de um ano e esse é um trabalho que deve ser realizado em conjunto, gestores e educadores trabalhando junto” ressaltou.

Um dos pontos destacados foi a BNCC do Ensino Médio, que está em processo de aprovação. Um dos itens propostos é a ampliação da carga horária para mil horas no prazo de 2 anos, além de definir direitos e aprendizagens nas áreas de conhecimento, linguagem, matemática, ciência da natureza e ciências e sociais e as tecnologias das respectivas áreas. Para Callegari, o principal passo é fazer momentos formativos com professores e gestores para discutir e aprovar em gestão democrática a nova proposta curricular. “A UMBRASIL há algum tempo já vem conversado sobre essas mudanças juntamente ao Conselho Nacional de Educação e a ideia de fazer essa Jornada é de grande importância, pois o educador é parte integrante desse processo. Nossas crianças são formadas a partir da sensibilidade de cada educador e isso nos inspira em termos avanços” disse.

Finalizando o momento de palestras, o coordenador da área de Missão e Gestão da UMBRASIL, Ricardo Mariz, ressaltou a importância do educador para o futuro. “ Todos que estão aqui presente transformam vidas e fazem com que as nossas crianças vejam o mundo de uma forma encantadora. Este é nosso primeiro encontro e com certeza faremos outros momentos formativos para que possamos ouvir dos professores a realidade em nossos colégios” disse.

Após a explanação do membro do Conselho Nacional de Educação, os presentes participaram de um momento de confraternização onde educadores dos três colégios Marista fizeram uma apresentação musical.

Para finalizar a Jornada Pedagógica 2018, educadores e gestores foram divididos em segmentos educacionais, onde trocaram experiências a partir das vivencias dos três Colégios Maristas do Distrito Federal.